11 novembro 2006

"Obina é melhor que o Eto`o" e outras particularidades...


E o Rio de Janeiro continua lindo. Feriadão xou da xuxa na Cidade Maravilhosa. Apezinho bem localizado no posto 6, em Copacabana. Perto das buáti. Perto dos buteco. E a um tropeço da praia. O ruim de ir pro Rio é a vontade de voltar todo final de semana. Além disso, estávamos perto da casa do Nino, um amigo paulistano que mora por lá e nos recebeu muito bem, com litros de caipirinha de Sagatiba.


A programação foi eclética. Misturamos povão e Barra da Tijuca. Na parte povão, rolê (lá é rolé) pela praia, camarão frito na hora (Evinha, você me orguia!) numa assadeira, futebol de areia, assalto na Avenida Atlântica, travesti que andava nas curvas brancas do calçadão e o Maraca no jogo do Framengo.

Logo na entrada, o grito da torcida dizendo que o centroavante Obina é melhor que o jogador africano que joga no time catalão perdura. Até que Obina enfia uma trivela na bola na entrada da área. E ela sai na lateral.

Da parte Barra/Zona Sul, passeiozinho de bike na Lagoa e Imagem em Ação com o elenco da novela Bicho do Mato. O Índio e sua tribo perderam para nós! hahahahahahahahahhaha...

Coisas que se nota: a entrada da cidade é estratégica. É feia demais. E aí a gente chega na parte bonita e ela fica ainda mais bonita. E no Rio não é preciso ter carro. O táxi sai muito mais barato que em São Paulo por causa das curtas distâncias. Se você tem uma bike, também se vira bem.

E eu acabei, novamente, não indo à Lapa. Acho que é uma desculpa pra voltar.

3 comentários:

evita disse...

já que não comi caranguejo tive que apelar pro camarão

qto pior melhor, tipo pernil de estádio e churrasquinho grego no centro... não tem igual

tirou um pouco (não tudo) da minha antipatia pela cidade

quem sabe da próxima (?) vez

Duzão disse...

Ô Japa... quando forem pro Rio de novo, dá um call pros camarada... o Rio é sempre foda e eu curto aquela porra!! Mas falar que o Obina é craque... é muito mais do que estar tirando barato!

HAHAHAHAHAHA

Abraço

Barneschi disse...

Desnecessário fazer quaisquer considerações adicionais ao Rio. Como você mesmo disse, é covardia!