10 abril 2011

Direto e reto


O post vai na raiva e sem falar sobre obviedades como a incompetência do treinador (que mais uma vez troca um lateral por outro lateral), a necessidade de demissão por justa causa desse tal Castán ou a indecência da diretoria em ficar buscando nomes para o marketing ao invés de reforçar o elenco todo. As palavras aqui ficam para você, torcedor do Corinthians. E especialmente para você, Gavião da Fiel.

A torcida na arquibancada é retrato do clube e o clube é retrato da torcida na arquibancada. De modo que fazer homenagens a quem quer que seja é algo que deve vir do coração, não uma medida para aparecer na mídia. Apoio ao Corinthians durante os 90 minutos é nosso procedimento, mas poupar nomes que devem ser atacados depois do apito final não é saudável e foge do nosso propósito vigilante. Não é possível entender a passividade da Fiel diante de mais uma barbaridade cometida a preços exorbitantes de ingresso, tampouco é aceitável que uma organizada outrora referência nacional esteja tão mais preocupada com outras coisas que não a prioridade Corinthians.

A atrocidade ao futebol vista no Pacaembu deveria merecer mais uma noitada dos vagabundos no vestiário do estádio, seguida de outra visita ao portão do CT e bicudas nos belos carros importados que esse bando de perna de pau ostenta. O que
esses inomináveis que vestem indevidamente nosso Manto fizeram neste domingo foi validar uma mentira que deveria ter sido enterrada há muito tempo.

Ainda há tempo para salvar o que resta desse Paulistão, apesar desse amontoado de derrotados que vivem à sombra de dois títulos conquistados há dois anos. Todo e qualquer campeonato em que o Corinthians entra deve ser vencido ou disputado com raça e alma, em nome dos ancestrais que tanto lutaram pela consolidação do sonho do povo. Hoje, porém, temos qualquer coisa menos a instituição guerreira que se formou na gloriosa várzea paulistana.

Protestos na arquibancada são solitários, quase envergonhados, porque não geram nem discordâncias. Estão querendo acabar com toda a irracionalidade que sempre nos caracterizou tão bem e que sempre manteve o Corinthians no caminho correto. As organizadas saem do Templo Sagrado batucando, felizes, como se uma derrota ali não significasse muita coisa. Oras, ao menos para mim, isso acabou com o fim de semana.

Futebol é coisa séria. Futebol não é diversão nem passatempo de domingo.

ACORDA FIEL!

5 comentários:

Gordo disse...

nitidamente a diretoria dos gavioes (bom retiro) ta no bolso do Andrés....essa passividade, essa nao cobrança...nao tem explicacao, vi o jogo pela tv...e é lamentável após o paito final o pessoal aplaudir derrota..

bloguedotimao disse...

Não há mais o que discutir sobre treinador, jogadores e diretoria.

Devemos discutir essa passividade do torcedor.

Creio que já é conseqüência direta de 2 anos de ingressos caríssimos: formou-se uma torcida zumbi. Essa diretoria poderá ser responsabilizada no futuro por ter acabado com o Corinthians.

Filipe disse...

É, Samurai.
É, Gordão.
A coisa vai mais rápida ainda do que pensávamos.
ACORDA FIEL!!!

(não existe nada pior do que um banho quente, depois da chuva de hoje que foi em vão)

thiagoboituva disse...

É Samurai!

Os caras compram tudo inclusive a torcida! Garantem o carnaval e está tudo certo.
Se você vai falar mal acaba tomando pau, ninguém respeita a opinião contrária!
Temos que correr pelo Corinthians, para o Corinthians, mas a muito não vejo isso na bancada!

Odil disse...

Olha, meus caros, há momentos em que dou graças a São Jorge por não poder ir ao Pacaembu todo santo jogo. Correria o risco de apanhar da própria torcida numa dessas, Japonês. Dá vontade de chorar de raiva e mandar tudo à pqp.

Saudações alvinegras,

Odil