11 janeiro 2008

Roubo no Masp? Sei...


Minha mente insana já tinha pensado nisso. Hoje, quando vi as filas na porta do Masp mais ainda. E minha irmã me falando a mesma coisa no msn comprovou que eu posso estar louco, mas não estou louco sozinho.

Sempre digo que acredito nas mais improváveis teorias conspiratórias (tipo, que o homem não foi à Lua, que há uma face na superfície de Marte, que o João Goulart e o JK foram assassinados...) e essa pode ser minha nova. Ocorre que houve o furto de duas telas no Museu de Arte de São Paulo. Picasso e Portinari, dois ícones da arte moderna.

O negócio foi feito muito nas coxas e, mais tarde, descobriu-se que o Masp não tinha nenhum artifício de segurança e que quem fazia vigilância do lugar não era segurança de fato. Até aí tudo bem, porque o museu sofre uma crise de gestão há mais de década. Dívidas enormes e uma parca utilização do espaço, que nunca é a primeira opção para receber as principais exposições de São Paulo.

Aí, menos de um mês depois, prendem dois caboclos em Ferraz de Vasconcelos (Grande SP e na casa do caralho), um com passagem na polícia por roubo de automóveis, e encontram as telas. Bonitinhas, inteirinhas. A investigação conclui que um russo seria o comprador das obras.

Pergunta: como um russo iria pegar seu telefone, meter um DDI para Ferraz de Vasconcelos e falar com dois caboclo? Mais fácil eu aprender japonês...

Vendo as filas na porta do Masp na inauguração de uma exposição, e também vendo na mídia que a prefeitura pode passar a tomar conta do negócio, concluí que meu pensamento insando estava certo. Facilmente, a diretoria do Masp contratou os maninhos, deu a fita toda de onde entrar e sair e quais quadros pegar. Depois, trouxe tudo de volta e soltou uma grana boa pra família dos caboclo. Jogou a bomba no colo do poder público e ainda é prestigiada pela burguesia paulistana, que demonstra todo seu "carinho e afeto" pela instituição, com uma visita em massa.

Tô viajando demais???

--------------------------

E outra coisa que tinha pensado mas não tinha falado pra ninguém. O tal Betão fez uma placa agradecendo o Corinthians por tudo. E aí hoje vem a notícia: "Betão promete comemoração caso marque gol contra Corinthians".

Primeiro: tem que fazer o gol. Segundo: enfia a placa no meio do teu cu, seu safado!


8 comentários:

urank bandunk disse...

Greeting from indonesia...

evao do caminhao disse...

acabei de comentar essa mesma teoria dos quadros com a lila

e ainda fez a moral alta da polícia

super competência!

fiipe disse...

çuper cumpetência!
Concordo com a teoria.

Sobre o ex-zagueiro temos que lembrar a frase de Brecht; "Aqueles que vierem na crista da onda em que nos afogamos, ao falar das nossas misérias, lembrem-se dos tempos difíceis que vivemos".
Enfia a placa no cu com sal grosso.

Forza Palestra disse...

Uma coisa é certa: o homem nunca pisou na lua. E se pisou, não foi em 1969, uma época em que os computadores mais arcaicos nem existiam ainda.

filipe disse...

Japonês, isso que segue é de foder. Já em embrulhou o estômago logo de manhã.

O caras conseguem.

FORA CORJA IMUNDA
ACORDA FIEL
ACORDA FAMÍLIA

"Diretoria corinthiana acompanha ensaio da Gaviões
Todos vibraram muito com o hino, os gritos de guerra e as músicas cantadas por mais de 5.000 pessoas
Por Corinthians.com.br
14/01/08 - 08h45

Na sexta-feira (11), a cúpula corinthiana atendeu ao convite dos Gaviões da Fiel para assistir e participar do ensaio da Escola para o Carnaval/2008.

Foi uma noite muito especial e emocionante. Todos vibraram muito com o Hino, os gritos de guerra e as músicas cantadas por mais de 5.000 pessoas que lotavam a quadra e a rua, num delíriio coletivo e contagiante. Todos cairam no samba. Andres Sanchez, Heleno Maluf, Sergio Alvarenga, Miguel Marques e Silva, Luis Paulo Rosenberg, Luiz Alberto Bussab, e vários conselheiros e diretores do Timão.

A comissão técnica do futebol também sambou muito. O médico, Dr. Joaquim Grava e o Diretor de Furtebol, Antonio Carlos (com o filhinho nos ombros) e acompanhado pela esposa, sambaram a noite toda. De repente, nosso mais alto escalão virou "um bando de loucos por ti Corinthians", gritando que "nunca vou te abandonar".

Presentes e também convidados especiais, estavam dirigentes da nossa parceira Medial Saúde, que esbanjaram saúde e cairam no samba pra valer, até o amanhecer.

Há muito tempo a Gaviões não recebia um presidente do Corinthians. Novos tempos, novos rumos e muita união."

O muçolininho pisou na quadra. Com o afilhadinho do çanxis no ombro.

CIMITARRA!!!

Craudio disse...

É, a torcida desaprendeu tudo mesmo. Vão riscar o "Força Independente" da história?

Por essas e outras, corinthiano, que eu sou veementemente contra a participação de torcida no samba.

Desvirtua as duas coisas...

filipe disse...

Eu sempre compreendi muito bem o sentido desse argumento. Eu concordo, em partes.

Mas resisto à defesa dele porque o Ernesto sempre foi um bom amigo do meu pai, e a luta dele para promover a Escola sempre foi louvável, mesmo com os subprodutos que gerou - infelizmente. E porque sempre achei os sambas bons. E a bateria é fantástica.
O samba desse ano é lindo.

Fato é que, nesse caso, a culpa é da atual diretoria da Família, mais que da própria Escola. Convidar conçelhero, muçolini e afins para a Quadra é de foder.

De fato, está desvirtuando as três coisas.

Fernando disse...

Pô, eu gostei dessa teoria. Aliás, de todas elas, só discordo da história da Lua. Mas essa do Masp confesso que achei muito estranho, presos dois caboclos em Ferraz?