15 abril 2008

Valeu, Baixinho!


"Quando eu nasci, Deus apontou o dedo e disse: esse é o cara."

Romário de Souza Faria, o grande Baixinho, oficializou sua aposentadoria. Ficam tristes os gramados e todos aqueles que viveram e viram Romário jogar. O melhor atacante que o Brasil já teve. Do alto de seu 1,69m, um gigante que nos deu o que muito craque não conseguiu: uma Copa do Mundo.

Aliás, aquela Copa de 94 foi
especialmente marcante. Acredito que para todos da minha geração. Finalmente, tínhamos a real noção do que era futebol e pudemos acompanhar o torneio com o grau de seriedade que ele exige. 24 anos depois da fantástica seleção do tri no México, Romário trazia ao Brasil, mais uma vez, o título de Campeão do Mundo.

Na faixa do campo em que atuava, foi insuperável. Bola pro Romário na área era gol, não tem jeito. Eu, corinthianíssimo, não pude ficar com raiva com aquele elástico em cima do Amaral, seguido de um golaço, em pleno Pacaembu, nossa casa. O Baixinho era isso. Quando se tratava de finalização, ele não estava nem aí para o lugar e contra quem seria. O lance dele era o barbante balançando.

E as frases? As frases! Tal qual um Vicente Matheus, ele soltava pérolas como a que inicia este texto. Aliás, no mundo da bola, provavelmente só ficou atrás do velho ditador corinthiano. Assim como, dentro de campo, só fica atrás de Pelé. Pelé que, pelas merdas que sempre fala, foi o alvo preferido das ferinas afirmativas do "peixe".

Por tudo isso, por ser ídolo de uma nação, por ser um dos últimos representantes daquele futebol que apaixona sua gente e seu povo: VALEU, ROMÁRIO! Você, realmente, é o cara.


4 comentários:

Filipe disse...

Lembro até hoje de um gol que ele fez, quando estava no flamengo, na minha frente. Eu estava no tobogã.
Foi um puta golaço. Não sei se é esse gol que você comenta no post.
Mas lembro de dizer ao meu camarada, que já proferia frase como "bem que ele poderia vir pro Corinthians..."
Eu disse: nem fodendo. Ele pode jogar pra caralho, mas aqui não.
Até hoje acho isso. Ainda bem que não precisamos xingar o Romário por fazer corpo mole. Que ele sempre fez, mas também fez muito gol. Mas no Corinthians não iria adiantar...

ClaudioYidaJr disse...

Sim, foi exatamente esse gol. Deixou até o Gamarra no chão...

Fato é que, por sorte, o Baixinho não veio para o Parque São Jorge. Primeiro porque ele é um carioca, acima de tudo. E vai convencer um carioca a morar em São Paulo.

Também nunca o quis no Corinthians, não combina. Mas achei muita, mas muita sacanagem o que fez o Zagallo em 98.

E hoje, finalmente, TEM CORINTHIANS!

Forza Palestra disse...

Japonês,

Nem preciso dizer o que penso do Romário. É por isso mesmo, por essa total devoção, que eu não sei bem o que escrever agora.

Talvez porque qualquer coisa que alguém escreva seja pouco diante do que foi Romário.

evao do caminhao disse...

definitivamente, o cara