15 junho 2010

Pitacos verdamarelos


Começando o Brasil na Copa, começa aqui também minha cornetagem (e não vuvuzelagem, que é uma besteira) sobre a apresentação da Seleção na África do Sul. E eu não consigo compreender como é que pode a gente ter medo de oriental no futebol. Nos computadores talvez, nos seriados de super-heróis com certeza, mas no futebol não! Pois foi assim que o escrete canarinho se apresentou durante todo o primeiro tempo, com direito, inclusive, a entortada de um japonês-coreano sobre o Juan. Se eu tomo uma entortada semelhante de qualquer oriental, me dou um tiro na cara...

É nítida a falta que faz um meia-atacante nesse elenco, cujo nome poderia ser Ronaldinho Gaúcho. Ficou evidente, ainda, a falta de variação tática do Brasil, assim como o nervosismo do tal centroavante - falou mal do Corinthians, acontece essas coisas...

Contra a Costa do Marfim, tivéssemos no banco o Dunga que eu aprendi a admirar, a seleça entraria com Daniel Alves no lugar do fraco Michel Bastos (que Galvão Bueno chamou, a certa hora da transmissão, de Michel Alves), além de Nilmar no lugar do camisa 9. Kaká, cujo desempenho ficou muito próximo do Raí em 94 - leonores, vai confiar... -, precisa acordar e parar de pensar na porra do dízimo. Finalmente, goleiro que se preza não vai de encontro ao atacante virando as costas, nem zagueiro central toma drible de coreano.

Haja vista todas as bizarras partidas até agora, ainda dá para acreditar no título. Porém, se pegarmos uma Argentina ou uma Alemanha, a coisa pode ficar preta, senão vergonhosa. É preciso muito mais do que vimos hoje,.

P.S.: quero ver vagabundo reclamar da bola depois do primeiro gol...

--------

Atualizações em 16/06:


- Aparentemente, Mano Menezes foi o único brasileiro a ficar plenamente satisfeito com o futebol apresentado pela seleção em sua estréia.

- Essas transmissões em sinal digital é uma verdadeira merda. No primeiro gol, eu fiquei sabendo cinco segundos antes porque a TV em que eu assistia à partida tinha um delay impressionante. Tive de mudar de lugar...

- Falando em transmissão, outro dia comentava com a Evinha que aquela música "Replay", gravada pelo Trio Esperança e que serve de trilha na Jovem Pan AM a cada gol marcado, deveria ter ido junto com José Silvério para a Band. É tão complementar ao berro de Silvério quanto o feijão ao arroz (abaixo, a íntegra da obra-prima).



- Aliás, que saudades dos bons tempos da Jovem Pan AM, que é tema recorrente por aqui...

7 comentários:

walter disse...

cara, eu não consigo torcer pra seleção brasileira desde 2005, quando inventaram aquela putaria do quadrado mágico....
pra mim o que houve de mais digno no jogo foi o choro do coreano na hora do hino....mereciam melhor sorte, os camaradas

Claudio Yida Jr disse...

Cara, pra mim é uma questão de ser brasileiro, por mais que aqueles pulhas que estão vestindo a camisa amarelinha não representem nada. Eu simplesmente não consigo ignorar a seleção nas Copas, ainda que entenda quem o faça.

Álvaro disse...

Eu não estou torcendo para a Seleção Brasileira, mas não significa que estou torcendo contra...
Só que num Argentina x Brasil, eu sou Argentina!

Bruno Ferraz (sOUL) disse...

Claudião reclamar da bola depois do gol do Podolski da Alemanha num chute seco tão forte que a mão do goleiro até virou...

hahaha.

Galvão fuma maconha. Inves de dizer "amanha a tão esperada estréia da espanha" ele disse Suiça.

Suiça... tradicionalissima no Futebol mundial.

hahahaha

Abraço!

Corinthiano disse...

Japonês,
Piro em futebol e copa do mundo, mas desde q a cbf nos tomou duas vezes o comandante antes da libertadores virei inimigo dessa instituição, sem falar que os patriotas exporádicos e os amantes do futebol de época, me dão nojo. Enfim assisti o jogo como um outro qualquer é evidente que o Gaúcho não pode ficar de fora desse time e quem diria, o nosso lateral faz uma falta e tanto pros canários.
Qto ao luis felisbino, como ele pode dizer q ganhar do TODO PODEROSO tem a msm sensação de derrotar a Argentina? Ele só apanahava do Timão...

Abraços

Filipe disse...

Caros, estou com o Clayton. Sou inimigo da cbf, ainda mais agora que o Sanchez se tornou chefe de delegação, achando que é esperto e pronto pra tomar uma rasteira na qual levará uma Nação inteira.
Mas de forma nenhuma torço contra o Brasil. Vibrei no gol do Maicou. No gol do Elano também. Gosto deles, são dois excelentes profissionais. Mas é claro que toda vez que o faz-guloso esteve impedido ou errou um chute, gritei CHUPA. Aqui é CORINTHIANS, porra.
A bonekakinha foi pra copa sentir frio, tadinha.
Esses dois eu quero mais é que se fodam.

Mas a Copa está tão sem-vergonha que mesmo com esse time de volantes, da escola gaúcha, a mesma do Mano, o Brasil chegará longe.

Já o Ronaldinho dentuço iria amarelar mais uma vez, ele é artista circense, camaradas. Esqueçam esse cara.

A Jabulani é a bexigona perfeita pra uma pelada de fim de semana. Custa caro, mas é bonita.

VIVA O CORINTHIANS!!!

Claudio Yida Jr disse...

Sei não... O meu meio de campo teria Dentuço e Alex no lugar desses pernas aí. E o Adriano com a 9. No videogame dá certo pacaraio.