15 abril 2010

Para desespero da torcida contra


Está curioso acompanhar esses jogos fora da Libertadores. Não sei se só eu sinto isso, mas há uma aura de negatividade que tenta entrar na minha sala - aqui, porém, é Corinthians e a zica não passa da porta. Na TV, a única emissora que transmite o campeonato coloca um torcedor de time médio recalcado para narrar, um ex-árbitro que estava desesperado com o resultado do seu time no Chile para comentar o apito e um ex-jogador que já atuou em nossas trincheiras mas que se encantou com algum modelo de administração moderno por aí para dizer asneiras. É triste, meus caros.

O Corinthians, no entanto, continua firme e forte, é o melhor time do torneio sul-americano e garantiu sua classificação com uma rodada de antecedência, tudo isso jogando sempre com um a menos (contra os uruguaios, vale fazer justiça, o treinador percebeu a desvantagem numérica mais cedo). Apesar de toda essa superioridade, o que iremos ver nas manchetes do dia é o "sufoco" que não larga do nosso pé. Toda vitória do Timão é um sufoco para a abutraiada, como se a gente não soubesse disso desde 1910...

São sinais de desespero como esses que demonstram o espírito forte do Corinthians. Na próxima semana, é encerrar a primeira fase com chave de ouro em nossa casa, até porque é interessante decidir sempre no Pacaembu nos mata-matas. Sem contar que a equipe ainda está em dívida com a Fiel por conta do Paulistão.

Vai Corinthians! Contra tudo e contra todos.

6 comentários:

Álvaro disse...

Pior que o "sufoco" do JK, é a composição título do post com a primeira frase: "noite para esquecer na libertadores, pois só deu certo para o Corinthians".

Quem quer apostar comigo que ele vai voltar a carga de que a Conmenbol quer o Corinthians campeão?

Ele já dançou na história da taça de bolinhas, que era óbvio que a CBF iria entregar para o SP.

Filipe disse...

Mano! E o Dente, hein? Hein? Hein?

O Mané encarnou no moleque!
Fez uns cinco joões ontem!

Um narigudinho tentou intimidar logo no comecinho, mas aqui É TERRÃO, PORRA!!! E aí o nosso moleque fez o que fez.

Sufoco é o da anticorintianada recalcada. E com o urubu meiguinho tomando no rabo, a emiçôra câncer começou a falar do CORINTHIANS, até mostrou um pouco da FIEL naquele estádio que não deve nada à FAZENDINHA. O câncer já está pensando na próxima fase.

E NÓS JÁ ESTAMOS LÁ!

VAI CORINTHIANS!!!

Corinthiano disse...

Claudio,

Acho até ruim isso, mas me acostumei com essa gangue que tenta a todo custo desmerecer o Todo Poderoso, afinal, ser Corinthiano nunca foi facil e nunca será e temos que suportar esses malditos, enfim, aquele narradorzinho torcedor de timinho já escancarou insatisfação contra NÓS. E o outro idiota, dizendo que o Dentinho sofreu o arranhou quando caiu no gramado, terrivel não? E o Blacknbeuer? Dá gosto de ver o maluco jogar, sabe tratar a gorduchinha.

Até quinta-feira (ainda não esqueci que deveriamos jogar esse fds) e VAI CORINTHIANS

Abraços

Clayton

Bruna F. C. disse...

Pô, eu ainda acho Casagrande melhor que o Neto, como comentarista. Apesar de nenhum dos dois ser relamente competente na função.

Jeferson Ferreira disse...

Eu acho que o time tomou uma pressão desnecessária do Racing, hein?

Essa história de marcar gol e recuar já deu no saco!

Claudio Yida Jr disse...

Álvaro, e ele esquece aquela foto do presidente da confederação com certo bebedor de uísque, também conhecido como seu patrão.

Filipe, o moleque está infernal. Tá aprendendo que não adianta ficar só caindo, porque o juiz invariavelmente não vai dar falta. Aí ele sai todo arrebentado de campo e eu escuto comentarista dizendo que ele levanta muito o cotovelo durante o jogo. Vai apanhar de graça? Esses merdas nunca jogaram bola e querem comentar futebol...

Clayton, a gente acostuma mesmo. Porém, às vezes as coisas são tão descaradas que é preciso dar uma descarregada na raiva. Jucilei foi outro monstro, mas ainda tem nego reclamando dele. Não se ligaram ainda que o nosso Beckenbauer de Ébano é aquele meia-cancha clássico e pouco apressado.

Bruna, com certeza isso é fato. O problema é que eu acho que o Casão esqueceu do seu passado. À época da Democracia Corinthiana, era tratado como bandido por essa mesma Globo cujos interesses ele defende hoje. Ao mesmo tempo, parece que ele atribuiu todas as suas frustrações pós-aposentadoria ao Corinthians. Tanto dele quanto do Neto, fico com a imagem desses gênios em campo. Agora, são só mais um nessa turma de abutre.

Jeferson, eu realmente também não sei o que se passa na cabeça desse treinador...