08 agosto 2008

Triviais


- Ontem foram aprovadas algumas restrições sobre o uso de algemas. Aí eu fiquei pensando que isso só foi colocado em pauta por causa do Daniel Dantas e do Cacciola. Há algum tempo, soltaram uma importante cartilha para os jovens das periferias de como se comportar diante de uma blitz. Essa cartilha trazia, entre outras coisas, os direitos de todo cidadão ao ser abordado pela polícia, e isso incluía não ser algemado. A algema só é válida caso haja resistência à prisão (que deve ser justificada ou pelo flagrante ou em cumprimento de mandado judicial) ou se o suspeito oferece risco à autoridade e à população. Pois bem, o que mais se falou para justificar as tais restrições foi a questão da "espetacularização" criada em torno dos banqueiros. Ué, os caras são os maiores bandidos do país! O que eu realmente questiono é que o showzinho acontece porque a imprensa está presente. E a imprensa estará em cada prisão arbitrária realizada na periferia?

- Volto a falar sobre a lei seca, motivado pela matéria do Estadão sobre os músicos que estão perdendo emprego por conta da diminuição do movimento nos bares. Tem muita gente defendendo a lei, dizendo que a coisa reduziu drasticamente o número de mortos e feridos no trânsito. Tudo muito certo. Mas se vão restringir o uso de carro para quem bebe e dirige, há de se fazer outras coisas: 1) restringir também o IPVA, seguro-obrigatório e licenciamento, impostos dos mais caros. Se vamos usar menos o carro, deveríamos pagar menos tributo; 2) aumentar o número de ônibus circulando na madrugada, além de fazer o metrô rodar 24h; 3) baixar o preço das tarifas de táxi.

Essa onda proibitiva, como eu já disse aqui, é fatal. Querem tornar a cidade em uma mera via de passagem, eliminando todo e qualquer tipo de reunião social. Tiram de um lado e não compensam do outro. Se morre menos gente (com exceção dos que morriam de "laranja", os que dirigiam bêbados e batiam as botas talvez merecessem esse fim, assim como aqueles que se sujeitavam a acompanhar um motorista extremamente alcoolizado), há um prejuízo muito maior para aqueles que estão ficando desempregados.

- Está engraçada essa campanha para prefeito de São Paulo. A única candidatura a apresentar uma proposta real para a cidade é a da Marta. O resto joga idéias ao vento, de acordo com o ambiente. A coisa anda tão constrangedora para os lados da direita tucana-demoníaca que os dois candidatos da ex-coligação passaram a disputar apoios a tapa. Que a Marta consiga ficar calada até o primeiro turno. Quem sabe ela não consegue abocanhar a prefeitura logo em 05 de outubro? No mais, o Gustavo Petta está com um belo site de campanha a vereador, vale a pena conferir.

- Finalizando, o Corinthians. O empurra-empurra acontecido no jogo de sábado passado foi tratado como verdadeira guerra intergaláctica, mas a festa em homenagem à Camisa 12 feita pelos Gaviões no jogo seguinte não mereceu uma linha na imprensa. E depois de 16 rodadas, liderando com folga de 5 pontos e ostentando excelente média de público, fica cada vez mais vexatório o papel dos abutres. Para o jogo de amanhã, estão recorrendo e ressucitando o Túlio. Quem será o grande craque do Avaí? Vão à merda, seus malditos. Esqueçam o Corinthians!

*atualizando: para verem como tentam usar o Corinthians para vilanias. Manchete do Terra: "Ex-corintiano deixa Itália e acerta com o Sport". E o que a gente tem a ver com isso???

Um comentário:

proeva disse...

Tô pesquisando o povo aqui de gotham

o negócio tá brabo