15 fevereiro 2009

Relato de uma guerra anunciada


Infelizmente, o relato do clássico desse domingo passará rapidamente pelo futebol. A partida foi uma porcaria e os dois times jogaram para o gasto, mais com receio de perder do que querendo ganhar. Mano Menezes, em particular, adotou uma postura que já havia nos custado o título da Copa do Brasil ano passado e abdicou do ataque. Ainda nos destaques negativos, cito Douglas. O cara é um chinelo desgraçado e nitidamente entra sem vontade porque está com grana a receber. Ele que tome cuidado, porque senão vai ser reserva de Boquita, que anda resolvendo. André Santos finalmente jogou bem e o resto do time manteve a média abaixo da média.

Pronto, isso foi o clássico dentro de campo. Fora dele, a guerra aguardada e anunciada tardou, mas não falhou. A chegada ao panetone ocorreu sem maiores problemas, com a Fiel vindo pela Giovanni Gronchi com o sangue nos olhos. Lá dentro, durante os 90 minutos, faltou algum gás à torcida, que não pareceu ter passado o apuro que passou e gastado o dinheiro que gastou pra entrar naquela bosta. Enfim, coisas do Carnaval...

Durante a peleja, a soberba castigou os alienados. Com um jogador a mais durante quase toda a partida, o adversário se contentou em fazer 1 a 0 e a bicharada já gritava insanidades como nos chamar de fregueses (105 a 87, queridas). Só que como gosta de falar o próprio técnico delas, a bola pune e foi morrer no gol do eterno reserva depois de bela jogada do futuro camisa 10 corinthiano. A partir daí, foi festa na favela e a reiteração do tabu de mais de 2 anos sem derrota para elas. E para calar nossa festa, veio a treta...

O coronel responsável pelo policiamento diz que houve confronto a partir da nossa torcida. Mentira. O mesmo coronel fala que nossa torcida jogou bombas contra a PM. Mentira. Logo depois, o coronel se contradiz, ao afirmar que as bombas partiram dos estacionamentos dos camarotes. Mentira. Para questão de esclarecimentos, deixo aqui o meu relato, já que estava lá no meio e quase fui pisoteado. Ignore o que a imprensa divulga porque se trata de uma falsa versão oficialesca, "legitimada" pelas palavras do promotorzinho que gosta de aparecer.

Saíamos, depois de 40 minutos de espera, por um corredor que, se antes era pequeno e motivava confusão, agora está menor ainda por conta de um muro de separação entre os setores Visa da torcida tricolouca e os visitantes. Vale lembrar que tal muro foi feito às pressas, e logo depois da visita dos inspetores da Fifa, que jamais aprovariam tal gambiarra.

Um primeiro foco de tumulto,
causado provavelmente pela truculência da PM, foi controlado pelos próprios corinthianos. Cerca de cinco minutos depois - e reforço que nesse intervalo de tempo não houve nenhum sinal de briga -, a correria generalizada tomou conta do pequeno corredor de saída. Pessoas fugiam dos cassetetes dos policiais e das bombas (foram 3) jogadas na multidão, que não tinha para onde escapar. O pisoteamento e o esmagamento de alguns foi inevitável e a tranqüilidade foi para o saco.

Em meio a senhores de idade, mulheres e até crianças, a PM desceu a mão indiscriminadamente. Um desses senhores procurava o tal coronel responsável pela baderna fardada e não obtinha a resposta necessária. Agora, imaginem vocês: a saída foi transformada numa guerra de nervos e todas aquelas provocações jogadas feito merda no ventilador pela imprensa esportiva vieram à tona em forma de revolta e incontinência de mãos e pernas. Ainda assim, foram apenas algumas grades de direcionamento de filas sendo atiradas ao nada, mais um motivo para a PM descer o cacete na Fiel.

Repito: só houve confronto porque a PM assim o quis. Talvez a fim de descontar a raiva de seu baixo salário, ou então dar vazão a seu baixo intelecto e seu instinto imbecil. Apesar de merecer um quebra-quebra, o clássico só teve algumas cadeiras voando após a discutível expulsão de Túlio e um vidro solto (não quebraram o vidro, até porque dizem ser ele à prova de balas; o troço apenas se soltou da moldura) depois do apito final. Nada mais que o normal, e até abaixo do esperado. O corinthiano desarmou seu espírito - até demais - durante a permanência no panetone, mas a polícia fez sua parte mais uma vez e promoveu uma confusão que vai entrar, novamente, na conta das torcidas organizadas.


8 comentários:

Filipe disse...

Quando bambi grita gol parece puta fingindo que está gozando.

A diferença dos dois gritos de gols, pela torcida de putas fingidas e pela FIEL TORCIDA, é, perdoe o trocadilho, gritante.

Parabéns à puliça por conseguir emplacar a justificativa da puta-anã e do viadinho do marquetim, coisa que será amplamente vomitada pelos abutres durante a semana toda.

ACORDA FIEL

Claudio Yida Jr disse...

O que dizer da blindagem midiática, iniciada neste mesmo domingo? Agora querem justificar o empate dizendo que não jogaram com o time titular. Também não jogamos... E o que houve com o tal rodízio?

cruzdesavoia disse...

bravo, guerreiro. E Muricy tinha a desculpa: pedra nos rins. Ano passado foi a pimenta nos olhos.

Que bom que voltastes inteiro!

Xadrezderua disse...

CARO CLAUDIO.

NÃO SOU DE POSTAR AQUI. MAS ACOMPANHO O SEU TRABALHO ATRAVÉS DO BLOG.

SINCERAMENTE, ACHO QUE AS COISAS PASSARAM, E MUITO, DA MEDIDA DA TOLERÂNCIA. SINCERAMENTE, SUGIRO UMA COALIZÃO DE NOSSOS CLUBES CONTRA ESSA CORJA DE RATOS. SINCERAMENTE, VEJO QUE PASSOU DA HORA DE NOS IMPORMOS PERANTE OS FACTÓIDES E AS MANIPULAÇÕES....

"BOICOTE", PARECE SER UMA EXPRESSÃO A SER UTILIZADA PARA AS NOSSAS TORCIDAS.

"INTERDIÇÃO JÁ", PARECE SER UM LEMA A SER UTILIZADO PELAS NOSSAS DIRETORIAS, CONTRA "AQUILO" QUE PRETENDE SEDIAR UMA COPA DO MUNDO...

CORINTHIANS, É RIVAL ETERNO - RESPEITO..

spfw É INIMIGO - GUERRA....

 TEKA disse...

O problema é o que se vê na imprensa do tipo: "beleza, não eram corinthianos, eram torcedores organizados". E por conta disso não tinha problema nenhum jogar bomba, bater ou qualquer coisa do tipo.

A princípio, o "coisas do carnaval" acho que não tem muito a ver com o comportamento da torcida no jogo! rs

Bruno Ferraz (sOUL) disse...

Uma putaria sem tamanho esse jogo.
Cara eu to nervoso até agora, que juizinho filho da puta desgraçado da porra.

picaratagem de marca maior.

to na revolta.

abraço cara

Larissa Beppler disse...

Manifesto em Defesa da Nação Corinthiana


Srs. Jornalistas,

Nós, membros da Corinthians - O Poderoso Timão, maior comunidade mundial da Fiel, com 1,03 milhão de integrantes, expressamos perplexidade e indignação com vossa cobertura dos eventos relativos ao clássico de Domingo.

A maior parte das matérias tem sido tendenciosa e parcial.

Nossos irmãos, covardemente feridos após o jogo, são todos apresentados como marginais. Veicula-se a versão do SPFC sobre os fatos.

Cabe, no entanto, saber:

- O SPFC criou a polêmica dos ingressos, falseando a verdade, pois o artigo que restringe os ingressos adversários a 10% jamais existiu no Estatuto do Torcedor.

Também não existe no regulamento da FPF.

Baseia-se no artigo 60 do regulamento de competições organizadas pela CBF, que trata de ingressos a serem distribuídos por “associação visitante”.

E mesmo ali não há qualquer restrição à compra irrestrita de ingressos pelos torcedores visitantes, em bilheteria.

- O clima de animosidade foi criado pelo irresponsável J. Juvêncio e seu mini-lugar-tenente, Marco Aurélio Cunha, que parece fazer uso do salário que ganha da municipalidade para agir no interesse privado de seu clube.

- O SPFC dificultou até a entrega dos 10% dos ingressos reservados ao visitante;

- Como mandante, deveria responsabilizar-se pelos incidentes, posto que artefato explosivo foi atirado de seu estacionamento privativo contra cidadãos indefesos. Além disso, submeteu os visitantes a risco, em área de obras na saída do estádio.

Somado a isso o despreparo de parte da PM, estivemos à beira da tragédia, resultado da ganância, negligência e incompetência da associação mandante da partida e, também, da imprensa que vergonhosamente a afaga e acoberta.
.



*O manifesto está correndo as caixas de emails dos blogs, redações e jornalistas esportivos. Aos que estiverem de acordo com o apelo, peço que auxiliem na divulgação.

Brasileirão.com disse...

Oi, amigo torcedor,
Você é convidado a virar um membro em nossa Comunidade Brasileirão.com e enviar notícias na nossa característica única o Vc Repórter que foi introduzida para capacitar torcedores e torcidas como você relatar notícias locais para todo o povo a ver. O Brasileirão.com é o melhor lugar para notícias livres de censura das companhias de mídia sobre futebol no Brasil.

Para quem curte ser repórter mesmo não sendo formado em jornalismo ai vai uma Dica: http://www.brasileirão.com está lançando o Vc Repórter, com ele qualquer pessoa pode enviar notícias, fotos e áudios para o Portal Brasileirão e relacionadas categorias / times, torcidas, e se um sua notícia tiver uma maior relevância ranking ela poderá parar na home do portal.


Você pode enviar qualquer notícia, seja de futebol, alguma coisa que tenha acontecido com você ou com algum amigo seu, algum acontecimento com o seu time ou Torcida, novidade em tecnologia, enfim, o que você quiser!

Sua notícia será publicada imediatamente com o seu nome.

Se você gosta de se comunicar, escrever, tem paixão pelo futebol, e acompanha os principais eventos e campeonatos do mundo, este grupo de discussão é perfeito pra você. Este é o melhor fórum social sobre futebol para você expressar suas opiniões.

Nosso grupo é modelado para discutir ou debater tudo sobre os times brasileiros, ligas e notícias do esporte no Brasil e ao redor do mundo. Você pode escrever opiniões em qualquer formato que escolher e nossos membros podem adicionar comentários. Suas opiniões serão arquivadas e pesquisáveis pela internet e assim, qualquer pessoa poderá vê-las. Bem-vindo!