19 agosto 2009

Hora da Patrulha


Esta Patrulha volta a mencionar a nojeira que está sendo a sucessão de imposições comportamentais do governo tucano sobre a população paulista. O processo teve início quando José Serra, então prefeito da capital, implementou o tal "choque de gestão". Aqueles que freqüentam os estádios, por exemplo, perderam as tradicionais barracas de pernil. Os CEUs foram sucateados, o Bilhete Único foi reestruturado para agradar as empresas de ônibus, os orçamentos de secretarias importantes sofreram cortes, os professores comem o pão que o diabo amassou com a falta de estrutura e a ajuda de custo (aquilo não é salário), e o trânsito será resolvido com a destruição de árvores e mais pistas na Marginal, para ficarmos parados apreciando o poluído Tietê.

Dali para hoje, a mais recente arbitrariedade atingiu os fumantes. Como tem apoio irrestrito da mídia, o governo Serra disfarça seus verdadeiros objetivos utilizando causas nobres e nunca é desmascarado. É óbvio que o cigarro faz mal, assim como é óbvia a nojeira de sair fedendo fumaça de qualquer lugar. No entanto, não se trata um problema de saúde público retirando de circulação aqueles que padecem do mal. Ao invés de reprimir o fumante e transformá-lo em bandido, por que não ajudá-lo a largar o vício? Mais ainda: cria-se um auê para possibilitar trabalhos nada nobres por baixo dos panos.

Ressaltando minha condição de não-fumante, jamais poderia deixar de criticar algo que considero bastante perigoso, mais até que meu vício indireto de nicotina: o adestramento social. De ato em ato, de restrição em restrição, os tucanos vêm promovendo nos seus redutos administrativos uma reeducação para manter a população totalmente passiva, ao mesmo tempo em que retira direitos do povo de maneira lenta, gradual e segura. Estratégia inteligente, diga-se, pois garantiu 4 mandatos seguidos no Palácio dos Bandeirantes.

Ainda no caso do cigarro, e para que vejam como essa gestão é banhada de péssimos hábitos, o Estado incentiva a cagüetagem. Coisa suja de gente sem caráter. Já que chegamos a níveis de imoralidade e ilegalidade tais, sugiro a subversão: ao ver um gaiato querendo fechar seu buteco por causa de uma bituca, desça a mão no sujeito!

Engraçado que, ao falarmos sobre cotas para negros em universidades, um dos principais argumentos contrários à ação afirmativa é a suposta segregação que ela poderia gerar. Curiosamente, o mesmo papo-furado não aparece agora, quando é explícita a situação de verdadeiro apartheid. Isso, infelizmente, só comprova minhas teses de proteção e indução midiática (viva a reunião de secretária da Receita em que participante não se lembra da data e da hora!) e de passividade geral (viva os pedágios que irão se reproduzir pelas estradas outra vez e o povo vai pagar sem reclamar!). Talvez seja um silêncio de cumplicidade, assumida nas urnas.

Sorria, São Paulo.

3 comentários:

treme disse...

Incrivel, eu trabalho com Adm Predial, e recebo diversas ligações de caguetas (Cadê a Familia Corleone?)sobre os fumantes, me passam inumeras coisas na cabeça como: Está te atrapalhando de verdade? O que vc tem haver com isso? Vc tem vergonha na cara? vc é spaulino?Cuida da sua vida! e por ai vai... mas como é o meu trabalho, rola uma assertividade, qta paciência, tento explicar que não é reponsabilidade minha e sim do fumante e que se ele estiver incomdado que trate direto com o "criminoso"!

Em relação a banca de pernil, pedágio... vai mais algumas pra lista: Rodizio, fretado e o mais incrivel, no municipio vizinho, Jahdema, os bares tem que fechar as 22h para não ocorrer assassinatos! Ou seja, o povo de lá assumiu que são delinquentes ao beber até mais tarde ou o consumo de alcool com a lua cheia pode transforma-los em lobisomens?

Pq sempre atuam em cima do efeito e não na causa?

Logo o rodizio não será suficiente para conter o trânsito, qual será a ideia genial? aumentar para dois dias de rodizio??

Sei lá, tem coisas que me deixam bem confuso!

Filipe disse...

tucanocracia de merda.

vampiro maldito.

É neles que temos que descer a mão.

Gonzalo disse...

Sr. Blogueiro do Chuta que é Macumba!:



Meu nome é Gonzalo Prudkin, sou doutorando na UFBA e estou fazendo uma pesquisa sobre blogs futebolísticos no Brazil. Queria enviar por e-mail a você mais informação sobre a pesquisa em andamento e se gostaria de participar nela através de um breve questinário online. Se você quer participar envie confirmação a este mesmo email. Muito obrigado,



Atensiosamente,

Gonzalo Prudkin

Facóm-UFBA

Bahía

licprudkin@hotmail.com