05 agosto 2009

Tá certo, agora vamos começar a jogar bola...


O pior de tudo é viúva inconformada. Ela se lamenta até o fim dos dias, remoendo as mágoas e exaltando o lado negativo das coisas. A questão é que aqui é Corinthians e não dá mais para ficar chorando a saída de três jogadores, insistir em chamar isso de desmanche e ficar usando o fato como desculpa para péssimas apresentações.

Há uma pergunta para ser feita aos jogadores que entraram em campo (será que entraram e será que andam entrando?) nesta quarta: perdendo para o Náutico, vai empatar com quem? Já basta desse papinho de desentrosamento. É preciso colocar o pé na dividida com a mesma garra que nos garantiu os dois títulos do primeiro semestre. O que não vemos há muito tempo, mais precisamente desde o último jogo em que o Gordo esteve presente, é raça e vontade de vestir nossa camisa. Ao que parece, o próprio elenco incorporou a crise do desmanche, plantada tão eficientemente pelos abutres, achando que teremos o retorno de quem já se foi.

No mais, três certezas dessa merda de apresentação no Recife. A primeira é que o Edu não pode jogar preso, e sim fazer a função de armação das jogadas. A segunda é que ou o Elias decide se quer ir embora e fica de fora, ou ele assume que vai permanecer e se compromete novamente. E a terceira é que o Souza não deveria entrar em campo.

Minha paciência com essa postura de cuzão e com a infinita lamentação dos jogadores chegou ao limite. Talvez não só a minha. Isso só se reverterá quando voltarmos a jogar bola. Perder é uma coisa, mas derrotas como essa última é sinal de falta de compromisso com a Fiel Torcida, que está pagando uma nota preta nos ingressos para ser desrespeitada.

E PAU NO CU DESSE ROXO! CORINTHIANS É PRETO E BRANCO!

5 comentários:

Beto Ramone disse...

caralho... o que aconteceu com o elias? o cara não tá jogando porra nenhuma... tá com a cabeça na lua, pensando em propostas que não vao aparecer...
tá na hora de esquentar um pouco o banco...

Filipe disse...

O que ficou, pra mim, foi justamente isso. Conseguiram grudar na cabeça de muitos que existiu "desmanche", a pressão caiu sobre a Comissão Técnica, e Mano perdeu o fio da meada no controle do grupo.
Vendo os caras irem embora, muitos pensaram "oba, agora vem aumento de salário", ou então "oba, agora vou ser vendido e fazer meu pé de meia". E, junto com a pressão do desmanche, nego que é bunda mole, peida em campo.

Enfim, jogaram o Corinthians contra o Corinthiano, e a maioria acusou o golpe. Agora, aguenta achincalhação, que é o que merece quem compra a idéia de "desmanche".
O problema é que quem compra essa idéia, agora, não está com a camisa e não tem que discutir no busão, no buteco, no trampo, na rua, tentando desfazer essa patifaria.

Tomá no cu, viu.

Claudio Yida Jr disse...

Ah, mano, nessas horas o pessoal do fator R9 desaparece. Assim como desapareceu quando houve o verdadeiro desmanche em 2006 e nego ficou com vergonha do autógrafo do Kia que pegou meses antes.

Claudio Yida Jr disse...

E o desmanche dá o tom, enquanto a camisa roxa praticamente foi absorvida e aceita. Absurdo...

kizomb4 disse...

"O Corinthians é preto e branco, onde passa deixa encanto, porque rema contra a maré..."