22 outubro 2009

A demência na Globo


Este post será politicamente incorreto e já adianto que não irei entrar no mérito das dificuldades dos portadores de deficiência mental. Farei referência à quantidade de demente na Rede Globo de televisão, fruto do fortíssimo projeto de inclusão - vai saber - dos bobos-da-corte e da deturpação do próprio termo inclusão, com a presença dos piores representantes das ditas minorias na programação da emissora.

Quem nunca engasgou o almoço assistindo às imbecilidades daquele Tiago Leifert no Globo Esporte? Esse boçal é a tentativa desesperada de se fugir ao padrão do telejornal quadradão, só que às custas da idiotice. Ao mesmo tempo que faz piadas que não fariam nem a minha mãe sorrir (e olha que ela adora Zorra Total, outro cúmulo da bobagem), o mocinho paga de galã e, no final das contas, não agrada ninguém.

O troço, no entanto, começou nas novelas. Se antes contávamos com Tonho da Lua e Tião Galinha (dois gigantes!!!), recentemente fomos obrigados a agüentar Clarinha e Jatobá. Aquela menina com síndrome de down era insuportável, assim como o ceguinho que falava tal qual uma narradora de balé - curiosamente e paradoxalmente, o ceguinho e o Tonho foram encarnados pelo mesmo ator. Ao invés de personagens marcantes e com sangue nos óio, esterilizaram até quem já é discriminado socialmente, numa higienização nojenta - vale lembrar que, na Globo, bicha vira ex-bicha.

Outros exemplos pululam. Tadeu Schmidt, Mocotó do Video Show, César Tralli, a insuportável Denise Fraga, as mais insuportáveis ainda Heloisa Perissé e Ingrid Guimarães, Márcio Canuto, Regis Rösing... Todos lembram aquele amiguinho de infância com o dente para frente, meio corcundinha, que vivia de boca aberta e comendo a própria catota.

Teorizando a partir da batida idéia de que a televisão é o espelho de quem a assiste - e vice-versa - por que não considerar que, tratando o telespectador como imbecil, a Globo não esteja mostrando seu modelo de sociedade? Pior ainda, que ela esteja despejando, na hora do boa noite do Bonner e da Fátima, uma doutrina nociva para fabricar ainda mais idiotas que consolidem seu reinado?

Mas também não adianta você trocar para a Gazeta que não vai melhorar muita coisa...

10 comentários:

Levi disse...

Aí, 'levamalnão', mas você não anda assistindo demais a Globo ??? Pelo menos metade do que você falou eu desconheço......

Claudio Yida Jr disse...

Ué, cara. Eu assistir demais não seria exatamente o motivo de me deixar puto?

Fora que, pelo menos uma vez por semana, eu TENHO que assistir a essa merda pra ver o jogo do Corinthians.

Mônikita disse...

Em casa, a caixa bestificante, fica o maior tempo possível desligada.
Já em dia de CORINTHIANS ... é como vc disse.

Daniel Damásio disse...

Pior é quando sai do Rio pro resto: só de aguentar a vaca da Glenda Kozlowski já é uma tortura.

Daniel Damásio disse...

Só pouparei as bailarinas dos programas de auditório, que são muito gostosas.

evao do caminhao disse...

e tem os disléxicos (ou dislexos, caso prefiram)... vc bem sabe quem são!

kkkkkkkkkkkkkk

aaaaaaaaaaaa raquel é má

aaaaaaaaa rutinha é boazinha!

Claudio Yida Jr disse...

Hahahahhahahahahahhahahahaha

João Medeiros disse...

Programa bão, raríssimos, são de madrugada ou domingo pela manhã. O resto é tudo uma merda. Mas em jornalismo e novela eles se esmeram. Saca a música dos anos 80 ?

"Sempre assisto à rede globo com uma arma na mão, se aparece Francisco Cuoco, adeus televisão"

Pois é...

Claudio Yida Jr disse...

Grande música, que o Capital Inicial renega hoje em dia, João! Afinal, como eles vão cantar isso no programa da Xuxa?

Dali eu gosto da Grande Família e do programa do Caco Barcellos, apesar de achar meio estranha a maneira como eles selecionaram aqueles "repórteres"...

Filipe disse...

Porra, Marco Nanini, Marieta, Pedro Cardoso e CIA LTDA são fantásticos.