20 outubro 2009

Hora da Patrulha


Começou neste dia 20 de outubro o ponto alto da
presepada armada pela parceria Serra/Kassab na Marginal Tietê, quando teremos a interdição de 3 pontes ao longo da via. Já tratamos do tema anteriormente e agora ele volta à tona por conta da incompreensível tolerância da mídia quanto ao caos instalado na capital paulista. Não precisamos ir muito longe para lembrar o que foi a cruzada contra a construção dos corredores de ônibus e túneis nas avenidas Rebouças, 9 de Julho e Cidade Jardim, obras que, apesar de tudo, trouxeram um benefício real ao trânsito por valorizarem o transporte coletivo. Só que agora, com os demo-tucanos devastando a região varzeana do poluído cartão postal de SP e gastando milhões numa empreitada que não será solução, motorista não reclama e jornalista não grita.

Antes de irmos ao ponto crucial, no entanto, é necessário trazer à tona uma informação que passou batida. As primeiras aferições de lentidão feitas após a proibição de fretados na capital detectaram uma piora na fluidez. Em comparação ao ano anterior, o mês de setembro registrou alta superior a 10%, contrariando a redução de 11% prevista pela prefeitura. Diante desse cenário desfavorável, o generalzinho bradou à rádio Bandeirantes na última sexta-feira que os dados foram colhidos por gente má-intencionada e que o trânsito
"tinha nítidos sinais de estar muito bom". Resumo da ópera: se me contestam, não prestam, e eu minto sem corar.

Curiosamente e na mesma sexta-feira, o secretário de transportes municipal, divulgando a tal interdição, previa um aumento de 40% nos congestionamentos da cidade. Quatro dias depois, o decrépito aparece na imprensa se contradizendo, garantindo um impacto negativo de, no máximo, 14%. Fica a pergunta: dá para acreditar no sujeito ou em qualquer membro desse governo?

Não dá, senhores. A vil estratégia deles é muito simples e perceptível a qualquer demente, menos a quem foge deliberadamente da realidade. Somem os 10% dos fretados com os 40% das pontes e teremos o lastimável acréscimo de 50% no índice de imobilidade urbana (isso em números oficiais, que não consideram diversas avenidas tão ou mais empacadas que os corredores centrais contabilizados). Cria-se um desnecessário e insuportável cenário que, concluída a construção das novas pistas da Marginal, validará a realização das obras por meio de uma melhoria mentirosa.

Os despudorados governantes ainda têm a coragem de exaltar, com a ajuda midiática, o "planejamento" da coisa, ressaltando que a merda será amenizada por acontecer durante as férias escolares. Basta acionar dois neurônios para duvidar dessa bobagem. Primeiro que nunca vi férias em novembro. Segundo, eles não se lembram que as aulas, por culpa deles mesmos, irão perdurar até perto do Natal, por conta daquela outra ingerência relacionada à gripe suína? Mais ainda: o aumento natural do tráfego na época das festas de fim de ano, com o povo todo saindo às compras, ninguém levou em conta?

Portanto, quem acreditou em propaganda de TV (a mesma que mostra alguém saindo da estação
Corinthians-Itaquera para ir ao privadão ha-ha-ha) e pegou o dedinho para cravar 45 e 25 nas últimas eleições, já sabe onde enfiá-lo agora. Sorria, São Paulo!

4 comentários:

Claudio disse...

Claudio, você sabe onde posso conseguir o vídeo (ex: youtube) dessa propaganda ridícula.

Absurdo usar a imagem do Corinthians para propadanda gratuita do Morumbi.

Se você souber onde, por favor, envie o link para clabap@terra.com.br

Obrigado.

Claudio Yida Jr disse...

Xará, não consegui achar ainda o vídeo, talvez porque ele seja recente.

Vou continuar a busca e te mando quando achar.

E só para questão de atualização, durante minha hora de almoço escutei na rádio que a lentidão teve aumento de 42% hoje.

Claudio disse...

Valeu.
Se esse vídeo estiver disponível, vou descer a ripa.
Abraço.

Filipe disse...

Caro Porta-Voz; o primeiro parágrafo nos lembra a incansável luta contra os males que o puteiro traz ao mundo, assim como a "parceria" demoníaca-vampiresca, principalmente no tocante à alienação podre dessa população e da abutraiada. O paralelo é tão óbvio e gritante que, ao invés de manter-se como lugar-comum, chega a ser uma bomba. Até quando a alienação vai engolir a bomba para que imploda a carcaça sem alma de gentalha meretriz, é só esperar pra ver.
Fato é: tem que ser logo. Essa carcaça tem que despedaçar logo.

Essa patifaria na Marginal tem que ser apontada, acusada, gritada, e por mais que a abutraiada silencie, o POVO não poderá silenciar. É canalhice demais, caralho!

Repare no modus operandi por ti detectado: "Resumo da ópera: se me contestam, não prestam, e eu minto sem corar". É o mesmo do puteiro, vêem? Igualzinho.

No mais, assino, mais uma vez, embaixo deste texto.
À puta que os pariu, fascistóides de merda.
É o fim da picada...