23 novembro 2009

O modorrento campeonato de pontos corridos 2


Em nome da organização, da "justiça" e do coroamento do "planejamento" que a cada dia esterilizam o futebol, eis aí as rodadas derradeiras desse modorrento campeonato de pontos corridos. Ao contrário do que algumas vozes da verdade propagam, não há como enxergar a mínima dose de emoção em um torneio cujo campeão pode ser decidido por quem não está preocupado com a Hora do Brasil. Mais ainda: provem-me que são os "melhores" aqueles do topo da tabela, principalmente analisando os jogos do último fim de semana.

Exemplo de coração na garganta durante os 90 minutos foi o desinteressado Corinthians entrando em campo para, mais uma vez, ser roubado na cara dura por um sujo que já havia nos prejudicado em 2008 contra um time do mesmo Estado.
Além da canalhice do árbitro, os vagabundos em férias remuneradas não apresentaram o mínimo esforço para fazer valer os caros ingressos cobrados do supreendente público de 14 mil pagantes - que o dirigente de olho roxo, a partir de seu bizines no futebol, mande funcionários improdutivos para a rua. De fato, muita emoção!

Contrariando todas as desculpas esfarrapadas em prol dos pontos corridos, o desinteressado Corinthians e a medíocre mentira verde do Planalto - outro que caga e anda - irão determinar o campeão brasileiro de 2009. Dadas as circunstâncias, vos digo, para acender a polêmica: já que é para continuar nessa toada, que o Timão enfie uns 5 no flamengo (que papelão, hein?) e que a bicharada ganhe essa porcaria por uns 10 anos consecutivos. Talvez essa fórmula nociva seja contestada e dê lugar novamente às disputas dentro das quatro linhas que, diferentemente das atuais, não são definidas a partir das benesses do apito e do STJD, aquele antro de bandidos.

Por fim, vale citar nominalmente os culpados - a nossa parte, eu sempre lembro, a gente fez - por mais um trunfo leonor nesse Brasileirão de merda que é a cara delas. palmeiras, flamengo, inter e atlético/mg: não apareçam com choro caso o Corinthians enfie um saco no rubro-negro carioca na semana que vem. Desmascarar times de mentira é a gente fazendo nossa parte. Afinal, para que lotar um Maracanã se o comportamento será igual a uma torcida de vitrine, calando-se quando mais é preciso gritar?

Um viva à modernidade e à europeização do futebol brasileiro.

3 comentários:

Forza Palestra disse...

Japonês,

Eu concordo com a argumentação. A culpa é maior é do Palmeiras (e eu não sei explicar como isso aconteceu), mas fato é que os pontos corridos são a merda que são e novamente caberá ao Goiás decidir a parada - e não se pode esperar nada de um time vagabundo e inútil como este.

Foi um papelão o que fez o Flamengo ontem, e mais ainda o que fez a torcida, quase 90 mil em silêncio.

Que saudades do mata-mata!

João Medeiros disse...

Japonês,

Tenho uma informação, de boa fonte, que um novo título bambi vai tornar insustentável a relação da globo com a CBF. Não porque a globo não gosto da corja do Jd. Leonor. Não é isso, eles até tem muitas afinidades. É porque a globo gosta muito mais de dinheiro. E em busca de dinheiro eles fazem QUALQUER COISA. Essa fórmula de disputa, nos moldes europeus, nunca empolgou o público televisivo. Os títulos em sequência dos viados tornaram ainda mais aguda a rejeição do "telespectador" por essa fórmula. No sistema de mata-mata, as estapas finais são garantia de excelente IBOPE, daqueles que nem a Record com dinheiro da IURD pode fazer frente. Caso os bambis ganhem de novo, a globo vai jogar todo seu peso politico e econômico no sentido de ressuscitar o modelo antigo, aquele que o torcedor de verdade também prefere. É uma merda ver algum aspecto positivo no sucesso mentiroso e artificial daquela corja. E, resignado, eu vejo. Mas é bom lembrar que foi a própria globo que ajudou a criar esses monstros (SPFW e o modelo europeu). Vamos ver no que vai dar. Abração.

Forza Palestra disse...

Isso pra não falar no fato de ficarem voando as malas pra lá e pra cá. Vou tratar do assunto depois...