20 maio 2009

Tem jeito?


Todo mundo sempre têm alguma particularidade. Seja um gesto ou uma fala, tais reações descrevem tão bem um sujeito quanto o DNA e geralmente vêm à tona quando estamos em uma mesa de bar. Cito abaixo algumas pessoas muito próximas a mim de alma, sangue e coração, e que são ainda mais marcantes por conta desses pequenos detalhes.

Minha Evinha, por exemplo. Muitos podem ter a primeira impressão de que ela esteja braba. Sua franzida de olhos, letal como um caça norte-americano, fica ainda mais ameaçadora quando entra em cena a TPM - e sobre isso leiam um texto do blogue dela. Porém, tirando a fase crítica do ciclo hormonal feminino, meu amor na verdade está tentando enxergar. Se o sol está a pino, a coisa piora. Se é noite, mais ainda. Muitos amigos dela provavelmente devem ficar no vácuo pelas ruas, não por falta de educação, mas porque ela realmente não viu.

Aí temos o FH. É lendária a cena do caboclo pegando no sono quando fica bêbado. A ação tem, inclusive, fases. Num primeiro momento, o cara cruza as mãos como se estivesse rezando, e as posiciona sobre a barriga. Depois, o queixo vai caindo até encostar no peito (e aí já começou a "pescaria" e os olhos começam a fechar). Finalmente, ele se deixa derrotar e apaga, derrubando-se sobre a mesa. Não há Cristo que o acorde, nem tapa na cara ou grito na orelha. Para não dizerem que minto, cito aqui o registro fotográfico feito pelo Edu Goldenberg. Alguns ainda podem citar sobre FH a expressão "Fu-la-no-pe-lo-a-mor-de-de-us", falada assim, pausadamente.

O Galuppo é outra figura. É dele o neologismo "Pôtílígo", única palavra da língua portuguesa a ter três sílabas tônicas. O siciliano usa essa charmosa intervenção oral para reforçar seu sex appeal com as moças. Entraram para a história dois "pôtílígo": o primeiro teve como destinatária a bandeirinha Ana Paula de Oliveira e foi ouvido por todo o Parque Antártica num jogo beneficente; o segundo aconteceu numa balada e saiu da boca do nosso paesano depois que ele ofereceu um cartão de visita a uma vítima de seu palavrório cortês e galante.

Não pode ficar de fora dessa lista o Vandré, de quem eu falei no começo da semana. O Vandré tem um "pronto" cujas interpretações variam mais que taxa cambial. Saiu um golaço do Corinthians? Vandré grita "pronto"! Alguém provou que ele estava certo, Vandré solta um "proooonto" todo convencido. A Renata dá um pito nele, Vandré sussurra um "pronto" desolado, como se dissesse "tô fudido".

Por fim, o Barneschi. Não tem coisa mais hilária, e ao mesmo tempo amendrontadora, que ver o Barneschi indignado quando é xavecado por um viado ou quando é zoado por um são-paulino - ou as duas coisas juntas. Quem conhece o Barneschi pelo seu blogue deve imaginá-lo um cara que sai batendo em velhas na rua (tá certo que em sua adolescência ele fazia isso no busão). Pelo contrário, é um camarada dócil e tranqüilo, um gentleman dos trópicos. Infelizmente, ele vira o Hulk durante as situações descritas no começo do parágrafo. Chuta carros, destrói mesas de bar, cospe na cerveja alheia e diz palavrões que eu nunca ouvi na vida. E logo depois, continua a conversar normalmente, numa variação de humor impressionante.

Depois dessa, sintam-se livres
os "homenageados" para me descascar nos comentários...

11 comentários:

Bruno Ferraz (sOUL) disse...

Falaê Mano..

Li todos os post's aê, tava desatualizado, fiquei 3 dias trabalhando em Barueri na área industrial, 1 onibus, 3 estações de metro, 20 de trêm e mais um onibus, 2 horas e meia hahahaha ida e volta.

Primeiro sobre o post do jogo das Barricas, encaro a cobrança como mais do que justa, não fico ofendido nem chateado, não pude comparecer por motivos de trampo mais na próxima comparecei com toda a certeza, acho que mais do que nunca se tem que cobrar mesmo, não podemos deixar o pacaembu virar um retrato do privadão, com meninas de calça de cintura baixa e barriguinha de fora e boys de oclinhus da oakley e bonézinho do New York Yankes se apoderarem do espaço que é do Corinthiano, do povão, que vai no estádio gritar o jogo inteiro, quem quer assistir que assista em casa. Alias é de se ressaltar, na final do paulista, fiquei na Laranja lá, e me decepcionei com a postura de alguns, assisti a jogos contra adversários menores e o apoio irrestrito sempre foi maior, me senti um peixe fora do aquário cantando praticamente sozinho.

Li os comentários e vi o sujeito lá com argumentos estapafúrdios, não é postura de Corinthiano, não é, obvio que todos temos amigos que não são Corinthianos, mais quando a bola rola, é cada um por sí, quantas vezes não discuti e até xinguei meu Pai, que é São Paulino em jogos contra as putinhas, os argumentos do cara são ridículos, e o cara se dirige a você lhe chama de grosseiro, e depois te convida pra briga? hahaha sem contar que grosseiro não é vocabulário de Corinthiano carai.

Enfim... só pautando..

Aê é isso mano.
Não pude comparecer, mais não me omito da falha também, apoio tuas cobranças, e sempre estarei lendo este blog.

Certo?

É Nóis, um abraço irmão.

Claudio Yida Jr disse...

É nóis Brunão. De fato, não é nada pessoal. Mas tem gente que não entende dessa maneira.

E hoje, vai Corinthians!

Mônikita disse...

Queridos Amigos Claudio e Filipe!

(Vou escrever para o Fi o msm post ;))

Em relação ao jogo das Barricas, embora já conhecendo a historia, eu realmente não fui, pq sinceramente achei que era uma confraternização do publico masculino dos blogs de corinthianos e porkitos.
Sendo assim, não dei a devida importancia que o msm tinha.
Pelo menos a divulgação correta a Bodeguita, como blog comprometido com o CORINTHIANS deveria ter feito.
Sendo assim Companheiros, peço humildemente desculpas, como uma CORINTHIANA e GAVIONICA de vdd deve fazer.
DESCULPAS!
Não levei para o pessoal as colocações fortes do Claudio.
Entendo suas posturas, pq tb falo o que penso e sempre mostrei minha cara.
Acho que essa é uma atitude de CORINTHIANOS.
Tb sinto que democracia é, e graças a Deus que é assim msm, uma convergencia de ideias a serem questionadas livremente. Sempre respeitando a individualidade de todos e priorizando as ideias que visam o bem comum de todos.
Digo isso pq essa é a finalidade dos blogs corinthianos.
Nos unirmos, msm qdo debatemos nossos pontos de vistas divergentes, em pról do CORINTHIANS SEMPRE.
Somos a materialização da FIEL anonima, que nada ganha em troca dessa defesa, e essa luta que travamos só e somente só É por amor ao CORINTHIANS.
Afinal de maré contra já basta a corja manipuladora da verdade...FATO!
Em questão a nossa torcida acho que atravessamos uma fase onde temos que resgatar alguns valores antigos msm.
Não podemos esquecer nossas raizes e infelizmente isso vem acontecedendo.
Discordo do meu amigo Bruno que disse:" ...com meninas de calça de cintura baixa e barriguinha de fora e boys de oclinhus da oakley e bonézinho do New York Yankes..."
Querido antes fossem pessoas assim rs pq era mais facil tira-los do estadio rs... infelizmente hj a alienação está presente nas bancadas verdes e amarelas TAMBEM e os bonés são do CORINTHIANS msm.
Portanto a questão é muito maior do que simplesmete apoiar ou não o time nos 90 minutos.
Trata-se de um resgate cultural de raizes e de CORINTHIANISMO puro e sem interesses.
Mas isso é assunto para um debate mais profundo.
No mais gostei das regras Claudio kkkkk alias muitas delas são minhas tb.
Nosso compromisso é com o CORINTHIANS e assim comprometidos continuamos JUNTOS E MISTURADOS PELO CORINTHIANS COM MUITO AMOR ATÉ O FIM.

Besitos

VAI CORINTHIANS pra cima da bixarada carioca FATO!

Filipe disse...

Perfeito, Mô! Besos.

AQUI É CORINTHIANS!!!

Claudio Yida Jr disse...

Perfeitamente, Monikita, você entendeu o que eu quis fazer e de fato precisamos resgatar nossas raízes, começando pela restauração da placa no Bom Retiro.

Tô esperando para ver se o pessoal do Loucos por Ti vai mesmo fazer isso - aquele evento pro Casão tinha esse objetivo. Se não, eu mesmo vou lá e coloco uma placa, substituindo cada vez que ela tiver de ser substituída.

Abraços a todos e vai Corinthians!

evao do caminhao disse...

vc está cercado de pessoas estranhas... e caricatas

evao do caminhao disse...

p.s. bati o nariz na tela ao ler o post

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Renata Mielli disse...

Olha, quanto aos flagrantes das dormidas inusitadas do FH - ou Borgô para os íntimos - eu tenho uma foto dele dormindo durante o jogo da Seleção da Copa de 2006 que é ilária. Será que ele ficaria 'chateado' para não usar palavrão se a gente jogasse na rede!!!.... rsrsrsrs
Beijocas

Claudio Yida Jr disse...

Evinha, não é só tu que não enxerga, fique tranqüila hahahahahahha...

Rê, publique imediatamente!

Forza Palestra disse...

Grande japonês!
Tinha visto o post na quarta mesmo, mas aí fiquei enrolando para comentar e me atrapalhei depois. Vamos agora.
Agradeço pela homenagem e pelas referências todas, mesmo aquelas que não soam tão elogiosas (hahahaha). Não entendi as partes do 'dócil' e do 'gentlman', maso resto do perfil ficou muito bom.
E as descrições do FH e do Vandré são geniais. Muito bom mesmo!
Valeu e abraços

Forza Palestra disse...

P.S.: A parte da velhinha é mentira!