19 julho 2009

O Coringão está chegando


O ótimo placar de 2x1 se fez presente hoje no Mineirão - uma prova de como é desnecessário possuir estádio particular - e a favor do Corinthians. Jogamos de maneira inteligente e, apesar de perder uma infinidade de gols, recuperamos aqueles 3 pontos da primeira rodada, quando entrou em Templo Sagrado o time reserva contra os que choram demais. Ao contrário das últimas apresentações, a postura não foi de receio. E o Gordo, novamente, mostrou que uma pança não pára o talento, mesmo tendo desperdiçado um pênalti.

O espantoso é o que ando escutando por aí, e surpreende que essas palavras venham de gente cujo foco só pode estar meio distorcido. Há uma leva de neuróticos (como diria Obelix, "esses romanos são todos uns neuróticos") denunciando um esquema entre apito, rede Globo e CBF para nos favorecer. Basta assistir a qualquer jogo do Coringão desde 2006 e constatar que estamos pagando pela canalhice de um sujo, servindo de bode espiatório a um esquema que jamais visou nos beneficiar. Como esquecer da situação Virgílio Pênalti em 2007, ou do título tungado da Copa do Brasil em 2008? Onde esteve hoje o favorecimento ao alvinegro?

Lembro os romanos neuróticos que, na última quarta-feira, a final da Libertadores foi trocada por um Flamengo x palmeiras. Postura semelhante havia sido brutamente combatida pelos lados rivais há algumas semanas, quando a semifinal do mesmo campeonato sul-americano acabou preterida pela emissora carioca. Já pararam para pensar quem é o banco patrocinador da Globo e, em contraposição, quem leva o nome na Libertadores? Revelador, não?

Afora esses pormenores, que só podem ser fruto de desespero ou inveja, entramos na briga por mais um campeonato. Há no meio da semana o aquecimento para o jogo mais importante do ano (porque aqui se valoriza o rival e a importância de um derby paulista) e a vitória naquela terra esquecida por Deus será mais um elemento de consolidação no lugar de onde nunca deveríamos ter saído. O trunfo sobre os verdes, hoje, é a taça a ser cobiçada.

5 comentários:

bloguedotimao disse...

Também tô escutando essas merdas. É sempre: Timão e Fla os mais ajudados.

Esses otários não percebem que são as duas equipes que mais passam na TV? Têm mais mídia? Até comentarista tosco de arbitragem tem...

Alguém tá acompanhando o Grêmio Barueri? E quando o Atlético joga fora, tem 200 câmeras de TV filmando? Eu assisti Nautico 0 x 2 Inter e foi um erro atrás do outro para os Chorolados.

Filipe disse...

Pois é, as moranguetes passam desapercebidas, se aproveitam disso desde sempre, e são favorecidas. Ninguém vê, ninguém fala.
O Corinthians é prejudicado, ninguém viu, ninguém fala.

Daí, com o pretexto de que a mídia só fala do Corinthians, gentalha como essas moranguetes de merda chora que ninguém presta atenção nelas.
E para disfarçar esse mau cheiro, inventam mentiras.

E isso é na abutraiada em geral.

"uma pança não pára o talento".
Vou descobrir como se diz isso em latim...

Guilherme disse...

"Ao contrário das últimas apresentações, a postura não foi de receio"

FOMOS OFENSIVOS ONTEM ENTÃO ?

Claudio Yida Jr disse...

Guilherme, se você viu o jogo, constatou que o Corinthians dominou toda a partida. Não é preciso golear para ser ofensivo...

Beto disse...

Programa "Redação" do SporTV da manhã de hoje, 20 de julho.

Nos lances do jogo, mostram Kleber caindo na parte direita da grande área corinthiana, no segundo tempo. Mostram duas ou três vezes o lance para que todos possam concluir que ele se jogou.

O suposto gol do Cruzeiro, ainda no primeiro tempo, foi corretamente anulado por ter havido falta no Chicão. Falta que foi vista pelo "árbitro" de plantão no programa.

O que achei demais foi o lance do pênalti marcado contra o Corinthians, no qual o Kleber, mais uma vez, se atira como se tivesse sido atingido por um petardo de calibre 45. NÃO HOUVE REPETIÇÃO do lance, apenas o comentário do "árbitro" de plantão, dizendo que o pé de apoio do jogador foi tocado "flagrantemente". Na repetição, durante o jogo e após ele, no domingo, ficou flagrante, sim, a inexistência do pênalti. Mais uma vez o mergulhador fez das suas e o árbitro foi na do Kléber, erradamente! Chicão NÃO TOCA o Kléber em nenhum milissegundo daquele lance! Kleber se atira de novo!

Esse comportamento da mídia é ideológico, já tá mais que na cara. E ai de quem se colocar contra...

E a falta do flamenguista contra o botafoguense no jogo do RJ, que originou o gol de empate no fim da partida? Para a FlaPress, tudo normal... "lance do jogo"...

Fosse o Corinthians...