22 julho 2009

A tal modernidade


Elaborar listas é sempre um risco, já que elas se baseiam em achismos. Uma verdade para alguém é uma bobagem para outro, e a polêmica talvez seja o único destaque nesses troços. Socialmente, no entanto, as listas podem retratar o senso comum. Vejamos o exemplo da relação (em inglês) de "100 coisas que seus filhos não irão conhecer", feita pela badalada revista norte-americana Wired. Separei alguns itens que merecerão comentários um tanto quanto desabonadores. Tudo porque representam o que há de pior naquilo que se convencionou chamar de modernidade.

Item 1 - Inserir uma fita VHS em um vídeocassete para assistir a um filme ou gravar alguma coisa.
Alguém aqui tem aqueles caríssimos gravadores de DVD ou HD no receptor da TV por assinatura? Alguém aqui já achou os filmes "Trânsito Muito Louco", "Bar Esperança" ou "O Último Americano Virgem" em DVD? Então...

Item 9 - Discos em vinil: hoje em dia até mesmo os DJs estão usando laptop ou CD.
Nesta semana, a Polysom, única fábrica de vinil da América Latina e localizada no Rio de Janeiro, será reativada e conseguirá produzir 40 mil discos por mês. No mais, pergunte a qualquer apreciador de música o que ele prefere: o descartável CD ou o duradouro bolachão?

Item 13 - Sintonizar o rádio e escutar a estática entre as estações do dial.
Sério, em que mundo esses norte-americanos vivem? Ou pelo menos, os leitores dessa revista? Vejam quanta dignidade há nessa foto para saber que o ruído do rádio é tão essencial à vida quanto o barulho do mar.

Item 20 - O ruído de uma impressora matricial.
Esses caras não conhecem 80% dos escritórios brasileiros.

Item 28 - Mensurar em quilobites.
Esses caras não conhecem a Telefónica e a Net Virtua.

Item 35 - Fazer gravações em um estúdio.
Se sua banda tiver o mínimo de qualidade e não for o Cansei de Ser Sexy, Mallu Magalhães ou lixos semelhantes, é recomendável juntar uma grana e fazer um trabalho recente num estúdio sim...

Item 37 - Buscar informações em uma enciclopédia.
A meus sobrinhos e afilhados (estou cada vez mais decidido a não ter filhos), juro que deixarei no meu testamento uma coleção Barsa a todos. Respeitem os livros!

Item 41 - Listas telefônicas e Páginas Amarelas.
E o que vamos ler quando estivermos no banheiro?

Item 51 - O fato de que as palavras geralmente não possuem núm3r0s em sua grafia.
Caso veja alguma criança escrevendo em miguxês, é favor aplicar corretivo, se possível físico e/ou humilhante. Já basta a Reforma Ortográfica.

Item 57 - Máquinas de escrever.
Vá a qualquer prédio da Polícia Federal e olhe para a calçada oposta da entrada.

Item 61 - Rádio-amador.
A PM irá se comunicar no grito. Com a gente, pelo menos, já é assim.

Item 93 - Olhar pela janela do automóvel durante uma longa viagem.
Essa é a mais absurda. Qualquer viagem fica menos monótona só por causa da janela. Dá para procurar lugares possíveis para jogar um barrinho, vislumbrar um buteco à beira do caminho para ficar tomando uma gelada o dia inteiro, cumprimentar as pessoas pelo caminho e imaginar a história de suas vidas...

3 comentários:

evao do caminhao disse...

sempre que leio sobre esse assunto lembro que uso o mimeógrafo diariamente

treeeeeeeeeeva

kkkkkkkkkkkkkk

evao do caminhao disse...

ops, tô gaga, apaga um ai

Claudio Yida Jr disse...

ahahahhahahahahaha