20 janeiro 2009

Como mentir na manchete


Aulinha rápida de jornalismo, que provavelmente é aplicada no concorridérrimo Curso de Trainee da Falha de S. Paulo:

Peguem uma pseudo-notícia. Distorçam seu significado utilizando uma palavra forte e depreciativa na manchete. Não ligue se o texto desminta o título, porque o leitor já terá comprado o jornal ou clicado no link. Tente, a todo custo, comprovar o que diz a manchete, mesmo que isso seja impossível e deixe a matéria um tanto quanto confusa, contraditória. Feche tudo com uma analogia sem pé nem cabeça.

Foi ou não essa a maneira como a seguinte "reportagem" foi escrita?

"Corinthians atrasa pagamento, mas espera chegada de Escudero"

Atrasa onde, imbecil, se no texto você mostra que o Corinthians adiou o pagamento para analisar o contrato? Tá servindo a quais interesses, filho de uma puta?

Meninos e meninas, cuidado com aquilo que lêem e onde estão querendo trabalhar...

2 comentários:

Filipe disse...

Ô Ô A VIOLÊNCIA VOLTOU
A VIOLÊNCIA VOLTOU
A VIOLÊNCIA VOLTOU Ô

ÔÔÔÔÔÔ

A VIOLÊNCIA VOLTOU
A VIOLÊNCIA VOLTOU
A VIOLÊNCIA VOLTOU Ô


É desse mantra que eles tem medo.
Esse mantra acaba com a grife...

E se tivesse Memorial pra juniores, o Goleirão André merecia o totem ao lado do de Wladimir e Roberto Belangero.

cruzdesavoia disse...

E foi o famigerado "da redacao" quem assinou o texto. Repare que é a mesma tática do juquinha-mor: quando quer dar uma notícia para tumultuar, usa um genérico. Só que invés de inho é "da redacao".